Você sabe o valor que tem um herói para uma criança?

img001A

Recentemente, vi um trailer de um filme e fiquei fascinada. Era um filme de ação, que quando me deparei pensei comigo necessito assistir esse filme na tela grande do cinema e assim que ele estrear. Não era um filme parecido com os temas que já comentei por aqui. E não era específico de criança ou da infância. Era um filme de super-heróis.  Mas não eram heróis comuns dos que estamos acostumados assistir na mídia, eram heróis negros. Aqueles incomuns que vemos raramente na telinha, e vemos todos os dias e com frequência em vários lugares por onde vamos, inclusive maioritariamente no Brasil. Sim, estou falando do filme Pantera Negra. Não vou fazer resenha do filme, pois já devem ter várias por aí e não é foco desta postagem. Também não vou dar spoiler, embora milhões de pessoas já terem assistido, e o filme já ter se tornado campeão de bilheteria, você que está lendo esse texto pode ainda não ter tido a felicidade de ver.

O mundo precisa ter mais e mais filmes como Pantera Negra, pois heróis negros no cinema são importantes e necessários. Poderia citar várias razões sobre a importância, mas vou dizer uma razão pela qual é preciso existir filmes assim. Pelo fato de que uma heroína ou um herói possuem um valor enorme na vida de uma criança. E um herói que tem as mesmas características físicas de uma criança que o assiste? Ah isso eu não consigo mensurar! Um valor que perpassa uma trajetória de vida que começa na infância e vai até a vida adulta. Então te pergunto novamente:  Você sabe o valor que tem um herói para uma criança? Você consegue medir?

A heroína e o herói são aqueles que tem poder, que vencem o mal, ou que criticam o status quo, são aqueles que lutam sem parar pelo que acreditam. Eles passam por dificuldades, possuem defeitos, medos, mas não desistem. São símbolos, pura inspiração. Ainda que de maneira fantasiosa eles representam algo importantíssimo na realidade da vida das crianças. São os exemplos que as crianças querem seguir. Modelos que trazem valores incalculáveis.

Na família, a princípio e geralmente, as crianças se espelham no pai e na mãe e até a psicologia aborda temas em que o desenvolvimento das meninas e meninos dependem muito da relação que as crianças possuem com esses primeiros heróis. Mas e quando esses primeiros heróis são discriminados pela sociedade? E quando o tom da pele e traços do rosto definem o valor de uma pessoa? São questões que influenciam na forma como as crianças negras se veem. E a mídia, que tem um alcance enorme, deveria dar oportunidades igualitárias para todos e não reforçar preconceitos.

A televisão não produz conteúdo rico com as crianças negras, pelo contrário, muitas vezes as personagens das pessoas negras sempre são as que possuem cargos menos valorizados na sociedade. Nos desenhos a Tia Nastácia é a empregada que fala tudo errado (nada contra o trabalho e falar “errado”, mas no caso, considero pejorativo). O Saci, fruto do folclore é o menino que fuma e só apronta. Passaram-se anos e os preconceitos de uma sociedade escravista permanecem. Não posso negar a contribuição de Monteiro Lobato, autor de Sítio do Picapau Amarelo, para a literatura brasileira, mas ele, fruto da sociedade da época não a questionou, ele a representou tal qual ela era, nessa questão tão importante. E atualmente nossa sociedade continuará sendo discriminatória se não houver representatividade igualitária entre brancos e negros.

Os pequenos não se veem, não se identificam fisicamente com os personagens e quando o mundo de dentro não se conecta com o mundo de fora ou ele se fecha pro mundo, ou se rebela, ou simplesmente nega o seu próprio mundo interior. Negar a si mesmo é muito triste para uma criança que ainda nem teve a oportunidade de se descobrir. Ao ver esse filme, o qual encorajo a todos verem, vejo esperança. É bom que o mundo esteja mudando e filmes como esse estejam tendo espaço. E que venham muitos outros, mal posso esperar pelas animações do Pantera Negra. E que nos canais abertos os pequenos possam se ver bem grandes, personagens com papéis principais e não coadjuvantes nos desenhos animados, heróis e não somente vilões. E na arte as crianças negras possam todas as manhãs ou tardes se sentirem representadas.

E que os heróis e heroínas negras, apesar de estarem sendo silenciados continuem presentes, vivos dentro de cada um de nós e nas ações de cada um de nós.

Glaucione Caetano

O que me preocupa não é nem o grito dos corruptos, dos violentos, dos desonestos, dos sem caráter, dos sem ética… O que me preocupa é o silêncio dos bons.  Martin Luther King

 

Foto: Passion Project, da Looks Like Me

Mais informações sobre o projeto: aqui

 

 

 

 

4 comentários sobre “Você sabe o valor que tem um herói para uma criança?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s